4 dicas matadoras de videomarketing para CMOs - K2.
IGTV do Instagram será uma ameaça para o YouTube?
IGTV do Instagram pode ameaçar o domínio do Youtube?
1 de julho de 2018
5 dicas para se dar bem com o streaming de vídeo para esportes
Streaming de vídeo para esportes: 5 dicas para obter sucesso
18 de julho de 2018

4 dicas matadoras de videomarketing para CMOs

4 dicas matadoras de videomarketing para CMOs

A Forbes publicou recentemente em seu site um artigo composto de dicas de videomarketing para CMOs (Chief Marketing Officers), também conhecidos como Diretores de Marketing.

O conteúdo inicia com uma reflexão importante:

Quando foi a última vez que você clicou em um anúncio de um banner estático enquanto navegava em seu site favorito? E quanto ao AdWords que apareceu na última pesquisa feita no Google? Provavelmente já faz um tempo.

Os consumidores estão se tornando imunes a esses tipos de ofertas, pois foram bombardeados por eles diariamente por vários anos. Eles aprenderam a desativá-los. Por isso, é imperativo que os CMOs se familiarizem com o videomarketing – que foi descrito como “a ferramenta de marketing mais onipresente” – e implementá-lo rapidamente em sua estratégia.

O pessoal da Lemon Light publicou um post no blog em abril passado apropriadamente intitulado 60 Video Marketing Stats You Need to Know in 2018 (60 Estatísticas de Videomarketing que você precisa saber em 2018). Aqui estão apenas alguns destaques:

  • O videomarketing digital é uma indústria de US $ 135 bilhões somente nos EUA.
  • Das empresas que usam o videomarketing, 76% relataram um aumento no tráfego.
  • Quando o vídeo e o texto estão disponíveis na mesma página, 72% dos consumidores preferem vídeos para aprender sobre um produto ou serviço.
  • Os vídeos em e-mails mostraram um aumento na CTR (click-through rate – taxa de cliques) em mais de 96% no primeiro e-mail introdutório.
  • Demonstrações de produtos e vídeos de instruções são os conteúdos mais comuns produzidos.

As estatísticas acima destacam o fato de que o videomarketing é uma das formas mais eficazes de marketing on-line no momento, com várias maneiras de alavancar o reconhecimento de uma marca e as suas vendas.

Formas mais eficazes de aproveitar os vídeos na atualidade

Vídeos longos

Essa forma particular de videomarketing ganhou mais interesse com o recente anúncio do IGTV, a nova oferta de vídeos longos do Instagram que permite que todos os seus usuários publiquem vídeos de até 10 minutos e, para aqueles com mais de 100 mil seguidores, de até uma hora.

>>> Saiba mais sobre o IGTV

Transmissão ao vivo

Quando um consumidor está presente em sua transmissão ao vivo, você tem 100% da sua atenção. Esta é a oportunidade perfeita para criar confiança e apresentar ofertas especiais.

Para transmissões sem a preocupação com extremo profissionalismo, o Facebook e o Instagram oferecem oportunidades para transmitir ao vivo direto de um smartphone, não exigindo investimento adicional em equipamentos.

Funis de vídeo

Em vez de uma longa sequência de um funil de e-mail, crie um funil de vídeo. O consumidor está mais propenso a assistir a um vídeo do que a ler um e-mail. Dessa forma, você pode realmente implementar uma comunicação mais personalizada e conduzir o espectador pelo funil de conversão.

Vídeos explicativos

De modo geral, conteúdos de vídeo são cativantes e podem ser extremamente eficazes, quando feitos corretamente. A marca estadunidense Dollar Shave Club, por exemplo, conseguiu obter sucesso com seu primeiro vídeo. Isso fez com que a empresa se tornasse viral da noite para o dia e, sem dúvida, contribuiu para o processo que levou a uma aquisição de US$ 1 bilhão. Até hoje, o vídeo tem mais de 25 milhões de visualizações no YouTube.

Aqui estão 4 dicas para ajudar os CMOs a alavancar o poder do videomarketing:

#1. Determine qual plataforma de vídeo está melhor alinhada com seus objetivos.

Você não pode esperar obter resultados incríveis simplesmente fazendo o upload de conteúdo de vídeo e publicando-o aleatoriamente em diferentes canais. Você precisa encontrar plataformas que estejam melhor alinhadas com seus objetivos.

Se você está simplesmente procurando dar ao seu público uma visão interna de suas operações ou construir relacionamentos com membros-chave da sua equipe, então os streamings ao vivo do Instagram e do Facebook são convenientes e eficazes.

Se você tem um site de roupas on-line, por exemplo, e quer destacar os lançamentos, o cultivo de um canal do YouTube cheio de inscritos fornecerá um público-alvo para o mercado regularmente.

“Encontrar a plataforma de vídeo mais eficaz para o seu negócio e concentrar todo o seu esforço em ampliar essa presença é fundamental. Para nós, vídeos de instruções são mais eficazes que a transmissão ao vivo, tornando o YouTube a plataforma com o maior potencial. Com o YouTube, você também pode se beneficiar do tráfego orgânico ao incluí-lo em sua estratégia de SEO ”, explica John C. Stacy, vice-presidente de vendas e marketing da Peek’s Floor Co..

#2. Entenda que você não precisa ter altos custos de produção para ser eficaz.

Não presuma que a criação de conteúdo em vídeo exige a aquisição de equipamentos caros e software de edição. Você pode começar com nada mais do que um iPhone ou uma câmera semi-profissional.

Mas, dependendo da sua pretensão com a qualidade desejada nos materiais, não esqueça que a contratação de profissionais para conduzirem o videomarketing da sua empresa pode ser a opção mais inteligente.

#3. Identifique KPIs mensuráveis para os seus esforços de vídeo.

O lançamento de campanhas de marketing de vídeo por si só é inútil, a menos que você possa medir os resultados. Cada campanha terá KPIs (Key Performance Indicators – indicadores-chave de performance) que ajudarão a determinar se uma campanha está funcionando ou não, em termos de resultados mensuráveis.

Tudo se resume a resultados, assim como qualquer outra campanha de marketing.

“Você precisa saber quantos leads e, eventualmente, por quanta receita o videomarketing é responsável”, aconselha Alex Cortez, da Island Sotheby International Realty. “É importante acompanhar diferentes plataformas e resultados de testes. A configuração de metas no Google Analytics e o uso de parâmetros UTM (Urchin Tracking Module) também ajudarão muito.”

É desejável testar vídeos em diferentes etapas do processo de conversão. Algumas marcas podem ver os melhores resultados usando o vídeo no começo da jornada, para ajudar a demonstrar um produto, enquanto outras marcas podem ver melhores resultados usando o vídeo para atingir leads mornos no final do funil de conversão.

#4. Crie a mensagem certa para o seu público-alvo.

Vamos voltar ao vídeo do Dollar Shave Club mencionado anteriormente. Seu público-alvo inicial era de homens de 18 a 34 anos que queriam a conveniência de aparelhos de barbear entregues a cada mês. Eles sabiam que a audiência responderia bem ao toque de humor.

Já uma empresa que objetiva vender suplementos de saúde para mulheres de meia-idade pode não querer usar o mesmo ângulo. Esse tipo de humor não seria adequado, e a mensagem não seria eficaz. Para alcançar seu público-alvo, você deve conhecê-lo por dentro e por fora.

Você nem sempre saberá como seus clientes-alvo irão reagir. Então, esteja preparado para testar vários ângulos de mensagem. Elimine as performances mais fracas e expanda as que executam bem.

 

 

Cristian Amaral
Cristian Amaral
Avesso ao formato goela abaixo do outbound marketing. Fisgado pela abordagem mais respeitosa do inbound marketing. Publicitário por formação, redator por gosto. Assim como todo mundo, nadando no tsunami de informações e tecnologias, mas sempre atento ao fato de que, no final das contas, seguimos lidando com pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *